Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > A Cidade de Guajará-Mirim
Início do conteúdo da página
A Cidade de Guajará-Mirim
Acessos: 7291

Município de Guajará-Mirim

“A Pérola do Mamoré”

Aniversário: 10 de abril

Fundação: 10 de abril de 1929

Emancipação: 21 de setembro de 1943

Gentílico: guajaramirense

Lema: Ordem e trabalho

Padroeiro(a): Nossa Senhora do Seringueiro

Prefeito: Cícero Noronha (Democratas (DEM))

                                                                     125px Flag rondonia guajaramirim.svg            Brasão de Guajará Mirim RO.svg 

                                                                            Bandeira                                Brasão

Guajará-Mirim é um município brasileiro do estado de Rondônia, Região Norte do país. É o segundo maior município do estado em extensão territorial, e o oitavo em população.

Rondonia Municip GujaraMirim.svg

mapa rondonia

 

Em maio de 2009, na cidade do Rio de Janeiro, Guajará-Mirim recebeu o título de "Cidade Verde", outorgado pelo Instituto Ambiental Biosfera, em razão de seu mosaico de áreas protegidas, que fazem, da cidade, um dos maiores municípios brasileiros em termos de áreas preservadas. Outras 29 cidades brasileiras também receberam o prestigiado prêmio. A cidade também tem o primeiro jornal editado em língua indígena txapacura.

Características geográficas:
Área da unidade territorial (2017): 24.855,724 km²
População estimada (2018): 45.783 pessoas
Densidade demográfica (2010): 1,68 hab/km²
Altitude: 128m
Clima: Equatorial Amazônico

 

HISTÓRIA

Até o início do século XIX, "Guajará-Mirim era apenas uma indicação geográfica para designar o ponto brasileiro à povoação boliviana de Guayaramerín" (Vítor Hugo – Os Desbravadores). Naquela época, a povoação era conhecida como Esperidião Marques.

Em abril de 1878, em função do Tratado de Ayacucho, foram enviadas para Corumbá (Mato Grosso) as "Plantas Geográficas dos Rios Guaporé e Mamoré", sendo que a cartografia para delimitar os limites fronteiriços dos rios Guaporé e Mamoré foi levantada e apresentada pela 2ª seção brasileira, sediada na mesma cidade, tendo sido todas chanceladas pelos delegados brasileiros e bolivianos. Continuando a descrição diz "Destas cabeceiras continuam os limites pelo leito do mesmo rio até sua confluência com o Guaporé, e depois pelo leito deste e do Mamoré até sua confluência com o Beni, onde principia o Rio Madeira". Em 1878 e 1879, houve troca de notas da chancelaria bolivana com a Embaixada do Brasil em La Paz, acusando o recebimento e aprovando a "Carta Geral", conforme ajustado na 7ª Conferência da Comissão Mista.

Em 17 de novembro de 1903, com a assinatura do Tratado de Petrópolis com a Bolívia, o Brasil se comprometia a construir uma estrada de ferro, ligando os portos de Santo Antônio do Rio Madeira, em Porto Velho, ao de Guajará-Mirim, no Rio Mamoré, destinada ao escoamento dos produtos bolivianos. Os direitos sobre tarifas seriam recíprocos e a localidade foi se tornando conhecida no país com repercussão no exterior.

                                Alewks 224 ferroviadodiabo

No ciclo da borracha, a extração do látex foi, sem dúvida, ponto decisivo na vida do município. A construção do transporte ferroviário (Estrada de Ferro Madeira-Mamoré) veio acelerar o povoamento local, contribuindo no incremento da agricultura, além do extrativismo vegetal proporcionado pela vasta e rica vegetação natural existente. Estes e outros fatores, também de relevante importância influíram na subsistência da localidade.

                                                                                  RO16336

Em 30 de abril de 1912, foi concluída a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e inaugurada oficialmente em 1º de agosto do mesmo ano. Ainda naquele ano, a 8 de outubro, o Governo da Província de Mato Grosso instalou, na localidade, um posto fiscal, também com a incumbência de arrecadar impostos, sob as ordens do guarda Manoel Tibúrcio Dutra.

                                                                    Dana1 preview

                                                                               Inauguração de trecho da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré em 1912

 Em abril de 1917, chegou à região de Guajará-Mirim o capitão Manoel Teófilo da Costa Pinheiro, um dos membros da Comissão Rondon. Através dos meandros e lagos do rio Cautário, encontrou apenas algumas poucas centenas de seringueiros mourejando nos barracões da Guaporé Rubber Company, empresa que monopolizava a compra e exportação da borracha produzida na região, na época gerenciada pelo coronel da Guarda Nacional, Paulo Saldanha. Eram os barracões "Rodrigues Alves", "Santa Cruz", "Renascença" e outros localizados próximos ao Forte Príncipe da Beira. Nada mais havia, a não ser índios arredios que habitavam a região e, de quando em vez, atacavam os exploradores da seringa, que iam à represália procurando dizimá-los, criando rixas entre os grupos e subgrupos dos jauis, tupis, hauris e outros, sendo os pacaás-novos, do grupo jaru, os mais aguerridos nos combates contra os colonizadores extrativistas.


Em 26 de junho de 1922, através da Resolução 879, o presidente da Província de Mato Grosso transformou a povoação de Espiridião Marques em distrito de paz do município de Santo Antônio do Rio Madeira. Quatro anos mais tarde, em 12 de julho de 1926, a povoação foi elevada à categoria de cidade, por ato assinado também pelo então presidente da Província de Mato Grosso, Mário Correa da Costa. Em 12 de julho de 1928, pela Lei 991, assinada pela mesma autoridade, o distrito foi elevado à categoria de município e comarca com área desmembrada do município de Santo Antônio do Rio Madeira, tomando o nome de Guajará-Mirim, já usualmente designado pela população. O município foi oficialmente instalado em 10 de abril de 1929.

06

Em 13 de setembro de 1943, pelo Decreto-Lei 5 812, o município de Guajará-Mirim passou a fazer parte integrante do Território Federal do Guaporé, criado nessa data. No dia 21 de setembro do mesmo ano, pelo Decreto-Lei 5 839, a sua área territorial, somada a uma parte da área territorial do município de Mato Grosso-MT (ex-Vila Bela da Santíssima Trindade), passou a compor o novo município de Guajará-Mirim. Esta composição territorial e sua confirmação definitiva como parte integrante do Território Federal do Guaporé se deu em 31 de maio de 1944 através do Decreto-Lei 6 550.

Por intermédio do Decreto-Lei 7 470, de 17 de abril de 1945, o município de Guajará-Mirim e o município de Porto Velho passaram a fazer parte como os dois únicos municípios da divisão administrativa e judiciária do Território Federal do Guaporé.

No início de 1970 foi fechada a Estrada de Ferro Madeira Mamoré, devido vários fatores dentre eles os altos gastos para o governo federal.

Topônimo:
"Guajará-Mirim" é um termo oriundo da língua tupi: significa "cachoeira pequena", existem controvérsias de vários linguistas.

ATUALIDADES

                              aguaja guaj 7

Atualmente, o município registra uma população compreendia em 86% na zona urbana e 14% na zona rural.

A característica da população do município é a mestiçagem de várias raças com os nativos (indígenas aculturados), resultando numa população tipicamente amazônica com a predominância de "caboclos" e uma forte presença da miscigenação com imigrantes da fronteira (bolivianos). Por sua característica populacional ímpar no estado, sem a influência das imigrações ocorridas ao longo da BR-364, o guajaramirense é reconhecido por sua hospitalidade, fator de identificação presente na maioria das cidades amazônicas.

Inegavelmente, o município de Guajará-Mirim é um dos poucos, senão o único do Estado de Rondônia, que possui excelente atrativo para o desenvolvimento da indústria do turismo em larga escala.

O município arvora-se do direito de ser o guardião da história do Estado, com inúmeros registros dos primórdios de sua colonização. A saga dos pioneiros construtores da lendária Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, a presença marcante da igreja católica na colonização de todo o Vale do Guaporé e as inúmeras construções que retratam a história de uma época em que o município concentrava toda a riqueza da região, baseada na extração da borracha e da castanha.

                         23363832 800px Estrada de Ferro Madeira Marmoré Steam Locomotive

O equilíbrio ecológico e harmônico da natureza pode ser representado pela vastidão de incomparável beleza do Vale do Mamoré-Guaporé, oferecendo inúmeras opções de lazer, dentre as quais a pesca amadora, liberada na época logo após a desova dos peixes. As belas praias do rio Pacaás - Novos, a reserva extrativista do Ouro Preto e o encanto da Serra dos Pacaás - Novos oferecem oportunidades únicas de se conhecer os caprichos da natureza.

Nessa cidade existe uma agência do Banco do Brasil, do Banco do Bradesco, do Sicob Crediforte, do Banco Basa e da Caixa Econômica Federal - CEF. Também lá situam-se uma sede da Polícia Militar, o 6° Batalhão de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro, uma Delegacia da Polícia Civil, uma Delegacia da Polícia Federal - PF, uma sede da Marinha, e um aeroporto onde funciona um destacamento da Aeronáutica. O Distrito de Surpresa possui uma Filial do ICMBIO, no intuito de preservar o Parque Nacional da Serra da Cutia.

Complementando o aspecto histórico e natural, existe o fato de o município sediar a única Zona Franca do Estado: a Área de Livre Comércio de Guajará-Mirim, que oferece excelentes oportunidades de compras de diversas mercadorias importadas de várias partes do mundo.

 TURISMO

Guajará-Mirim possui a maior oferta de atrativos turísticos do estado de Rondônia:

serra 4645ac b9bc27620ac9471691118a9e683bee9a

images 283659 471490332879853 581515479 n

pakaas palafitas lodge guajara mirim rondonia Guajará Mirim Pontos Turisticos 14.12.13 Fotos Daiane Mendonça 10

calor e falta de chuvas atrai banhistas a praia do acacio em guajara mirim guajara mirim e regiao 39558208 1143294515809620 213598962832113664 n

barcos de travessia noguay 

  • Estrada de Ferro Madeira-Mamoré
  • Hotel Pakaas Palafitas Lodge
  • Atrativos Naturais como rios, mata preservada, balneários e parques
  • A fronteira com o país irmão Bolívia (além de atrações culturais, é possível comprar produtos importados do lado boliviano)
  • Passeios de barcos
  • Artesanato indígena, ribeirinhos e de seringueiros.

CULTURA

Duelo da Fronteira - festival folclórico de boi bumbás.

duelo da fronteira news

Boi Malhadinho 10 10 15 16

Boi Malhadinho 10 10 15 15

Museu Histórico Municipal de Guajará-Mirim

P1310836 

museu historico municipal de guajara mirim antiga estacao final da ferrovia madeira mamore rondonia

MUSEUgmirim 4

ATRAÇÕES NATURAIS

  • Gruta ou caverna dos Pacaás Novos.
  • Alto da Chapada dos Pacaás Novos - Torre da EMBRATEL.
  • Rio Pacaás Novos – apresenta o fenômeno das águas com o rio Mamoré.
  • Cachoeiras e Corredeiras – Guajará Mirim, Guajará-Açú, Bananeira, Pau Grande, Lage, Praia da Pedra da Morte e Praia das Três Bocas.
  • Parque Municipal Natural Serra dos Parecis
  • Praias fluviais durante o verão (de maio a novembro).
  • Mais de 93% da área total do município é constituída de Unidades de Conservação (Terras Indígenas, Reservas Extrativistas e Biológicas), fazendo de Guajará-Mirim um grande santuário de preservação de fauna e flora.

 ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

Escola Toufia Tanous Bouchabki (Sistema Geo de Ensino)
Ensino: Pré-escolar, Fundamental e Ensino Médio.
Endereço: Av. Dr. Mendonça Lima, 1498 - Tamandaré
Tel.: (69) 3541-4372
toufia

 

Centro Educacional Novo Milênio (Sistema Positivo)
Ensino: Pré-escolar e Fundamental.
Endereço: Av. Dom Pedro II, 321 - Centro
Tel.: (69) 3541-7949
 NOVO Milenio

 

Centro Educacional Inovação (Sistema Objetivo)
Ensino: Pré-escolar, Fundamental e Ensino Médio.
Endereço: Av. Cel Aluisio Ferreira, 930 - Caetano
Tel.: (69) 3541-3067
inovaçao

 

Centro Educacional Mundo Encantado
Ensino: Pré-escolar e Fundamental.
Endereço: Av. Boucinhas de Menezes, 897 - Centro
Tel.: (69) 3541-8285
mundo encantado

 

CCAA - Centro de Cultura Anglo Americana
Endereço: Av. 15 de novembro, 1740 - bairro Serraria
Tel.: (69) 3541-1022
IMG 20190328 WA0052

 

Ensino Superior:

Fundação Universidade Federal de Rondônia - Campus de Guajará-Mirim
Endereço: BR 425 - Km 2,5 - Jardim das Esmeraldas
Tel.: (69) 3541-5564
guajara mirim

 

Instituto Federal de Rondônia (IFRO) - Campus de Guajará-Mirim
Endereço: Av. 15 de novembro, 4849 - bairro Planalto
IFRO Campus Guajará Mirim

 

Universidade Paulista (UNIP) - Ensino à Distância
Endereço: Av. Cel Aluisio Ferreira, 930 - Caetano
Tel.: (69) 3541-5564 / 3541-3067
unip

 

UNOPAR - Ensino à Distância
Endereço: Av. 15 de novembro, 1922 - Tamandaré
Tel.: (69) 3541-5375
unopar

 

HOSPITAIS

Hospital Regional de Guajará-Mirim "Perpétuo Socorro"
Endereço: Av. Marechal Deodoro, s/n - bairro Centro
Hospital Regional de Guajará

 

Hospital Bom Pastor
Endereço: Av. Pimenta Bueno, 663 - bairro Centro
Tel.: (69) 3541-3111
hosp bom pas

 

REDE BANCÁRIA

Banco do Brasil S/A
Agência 0390-5
Endereço: Av. Mendonça Lima, 388 - bairro Centro
Tel.: (69) 3541-3525
BB

 

Banco Bradesco
Agência 0708-0
Endereço: Av. Costa Marques, 430 - bairro Centro
Tel.: (69) 3541-2270
bradesco

 

Banco da Amazônia
Agência 027-2
Endereço: Av. Boucinhas de Menezes, 681 - bairro Centro
Tel.: (69) 3541-3621
banco da amazonia

 

Caixa Econômica Federal
Agência 3784-2
Endereço: Av. Mendonça Lima, 1110 - bairro Centro
caixa economica

 

SUPERMERCADOS

Supermercado Irmãos Gonçalves
Endereço: Av. 15 de Novembro, 4425 - bairro Planalto
ig

 

Supermercado Dumali
Endereço: Av. Quintino Bocaiuva, 1792 - bairro Tamandaré
dumali

 

Comercial Rio Branco
Endereço: Av. Marechal Deodoro, 778 - Centro
rio branco

Supermercado Super 15
Endereço: Av. 15 de Novembro, 566 - bairro Centro
super15

 

OFERTA DE IMÓVEIS (ALUGUEL)

1) Bairro Tamandaré (onde se encontra o Cmdo Fron RO/6ºBIS)
Casa 2 dormitórios R$ 500,00 a R$ 800,00
Casa 3 dormitórios R$ 700,00 a R$ 1.000,00

2) Bairro 10 de Abril
Casa 2 dormitórios R$ 500,00 a R$ 700,00
Casa 3 dormitórios R$ 550,00 a R$ 850,00

3) Bairro São José
Casa 03 dormitórios R$ 500,00 a R$ 650,00

4) Bairro: POUPEX (ao lado Cmdo Fron RO/6ºBIS)
Casa 3 dormitórios R$ 500,00 a R$ 700,00

5) Bairro: Centro
Casa 2 dormitórios R$ 500,00 a R$ 650,00
Casa 3 dormitórios R$ 600,000 a R$ 800,00

registrado em:
Fim do conteúdo da página